15 estatísticas sobre agricultura digital que você deve conhecer

Tempo de leitura: 11 minutos

Ao menos que você tenha ficado preso numa caverna nos últimos 3 anos, é provável que você saiba o que é agricultura digital.

Ou não!! Ok, eu explico pra você então.

Publicado originalmente no perfil do meu Linkedin.

O que é agricultura digital?

agricultura digital consiste na integração dos processos agrícolas com as tecnologias da informação. Utiliza algoritmos, Big Data e sensores (IOT) no campo com o objetivo de aumentar a produtividade na lavoura.

Tecnologias de mapeamento, estudo do solo, monitoramento de fazendas: tudo em tempo real e que podem ser gerenciados na palma da sua mão, armazenado completamente na nuvem: ou seja, na internet.

Ficou fácil agora de entender o que é agricultura digital, não é mesmo!

Eu vou continuar acreditando que você esteve preso numa caverna e te contar o que você perdeu nestes últimos 3 anos.

A Monsanto fez a aquisição da Climate por $930 M, Dupont comprou a empresa de software Granular por $300 M, BASF criou o Agrostart, um programa de aceleração de startups em parceria com a ACE e Raízen em conjunto com a SP Ventures criaram o PULSE, primeiro programa de aceleração exclusivo de startups agtechs no Brasil.

agricultura digital

(Dashboard granular)

Muita coisa aconteceu neste período.

De fato a agricultura digital está dando oportunidades para as startups de agtech criaram soluções para o mercado de agronegócio.

Almir Araujo, gerente regional de marketing digital da BASF, fala que o campo está cada vez mais digitalizado e já uma realidade no Brasil. E isso é uma grande oportunidade para surgir mais soluções que ajudem a melhorar a vida do produtor rural.

 

Os processos de integração das fazendas com a tecnologia, tem sido cada vez mais eficiente, conforme vão abrindo espaço no mercado e sendo adquiridos por cada vez mais produtores agrícolas.

Confira algumas estatísticas que escrevi e comprovam o seu impacto positivo neste setor.

1 – Aumento de 26% na produção de uvas com uma redução de 20% no uso de água

agricultura digital

(Fonte da imagem)

Um exemplo interessante a ser mostrado dos benefícios do uso da agricultura digital, é o caso da vinícola E & J Gallo, localizada na Califórnia, que percebeu que a manutenção por igual de suas plantações não estavam sendo efetivas para o crescimento das uvas.

A vinícola testou um novo sistema de irrigação desenvolvido com a IBM para cultivar uvas usando menos água.

Então, ao se juntar com a IBM para um melhor estudo das plantas e do terreno em si, a tecnologia permitiu que os locais fossem analisados e estudados separadamente, como os níveis de solo, as necessidades de irrigação de cada talhão, tendo sido criado, então, um sistema de irrigação personalizado.

A partir de imagens de satélite, sensores de umidade, temperatura e radiação, foi desenvolvido uma tecnologia de recomendação em tempo real para cada planta. O sistema pôde, diretamente controlar as linhas de irrigação e fertilização por gotejamento.

O resultados foi 26% mais uvas produzidas com uma redução de 20% dos níveis de água utilizados.

2- Aumento de 251% na produção em 5 anos

agricultura digital em jalisco

Drones, robôs, sensores e abacates. Parece ser a combinação perfeita para estes produtores.

Jalisco é o maior produtor de abacate no México. Cultivam cerca de 35 toneladas da fruta por safra.

Nos últimos 5 anos, Jalisco, tem adotado a agricultura digital como uma ferramenta para ajudar o campo a produzir mais. O uso de dados inteligentes tem sido a estratégia para otimizar as plantações, sistema de pulverização até à remoção de ervas daninhas.

3- 96% dos produtores rurais utilizam telefones celulares

produtor uso do whatsapp

Implantar a agricultura digital é uma ótima ferramenta, podendo ser cada vez mais aceita pelos produtores, dado que, 96% dos produtores rurais estão constantemente fazendo uso de telefones celulares, o que pode ser um fator muito crucial na implementação de softwares de gerenciamento de fazendo via mobile.

4 – 60% dos produtores acreditam que será muito difícil competir sem contar com recursos de agricultura de precisão

agricultura de precisão

Os avanços da tecnologia e a inserção de ferramentas para a agricultura digital, estão em crescimento rápido e que é necessário para atender as demandas cada vez maiores em relação à necessidade populacional, que tende apenas a crescer nas próximas décadas.

A maioria dos produtores sabem das dificuldades que o setor vem enfrentando, que podem ser minimizadas e controladas através do uso da agricultura de precisão, a qual permite uma otimização dos custos, menor desperdício, maior adaptabilidade de solo e aumento da produção, contabilizando cerca de 60% de produtores, de acordo com uma pesquisa feita pelo grupo Boston Consulting.

5 – Somente 25% dos produtores utilizam ferramentas digitais para gerir a propriedade

agricultura digital

De acordo com um estudo realizado pelo Sebrae, apenas 25% dos produtores agrícolas utilizam ferramentas digitais para gerenciarem suas propriedades, mas 60% deles estão conectados na internet e a maioria possui aparelho celular.

O estudo também mostra a vontade e disponibilidade dos proprietários de utilizarem estas ferramentas, mas não as conseguem disponíveis para uso em suas regiões, informação que apoia o investimento nas tecnologias de agricultura digital e sua expansão.

ed siatti

Ed Siatti, Diretor Comercial da Aegro, notou que mais de 95% dos agricultores no Brasilnão estão monitorando seus custos de produção.

Este dado é preocupante, já que um dos motivos alegados pelos produtores é não querer saber o real custo da sua operação. É como se você tivesse medo de abrir seu aplicativo do banco e ver quanto você tem de dinheiro disponível.

Se você não controla o custos da sua produção, certamente está deixando dinheiro na lavoura.

Aqui vai uma boa leitura sobre gestão rural: Análise de resultados – 5 pontos para melhorar a gestão rural

6 – Adoção da análise de Big Data na agricultura brasileira pode gerar ganhos de R$ 24 bilhões nos próximos anos

agricultura digital

Os processamentos de dados em quantidades massivas são denominados Big Data, e permitem uma análise muito mais completa das plantações, muitas vezes em tempo real, e que podem ser extremamente benéficas para otimizar as produções.

De acordo com os dados exibidos em um relatório recente da McKinsey, a utilização deste tipo de processamento de informações nos processos de agricultura no Brasil pode gerar até R$24 bilhões, no período que se estende ao ano de 2019, por permitirem uma otimização muito maior dos processos e ganhos devido ao melhor processamento de custos.

7 – Entre 2015 e 2025, o mercado pode destinar até 80% dos drones para atividades agrícolas.

drones e agricultura digital

A utilização dos drones para uma agricultura de precisão mais eficiente e com menos custos já tem sido uma realidade, e até o ano de 2025, de acordo com pesquisas realizadas pelo Bank of America Merril Lynch, em um relatório denominado Robotic Revolution, que a maioria (80%) dos equipamentos será utilizada em atividades da agricultura.

8 – 70% da água fresca do mundo é utilizada para a agricultura

agricultura digital

A maior parte da água potável no mundo inteiro é direcionada para o uso da agricultura, o que faz com que o uso de recursos da agricultura digital, permitam um uso mais sustentável e eficiente, com que menos quantidades de água já seja essencial em todas as plantações por meio de gerenciamento de irrigação.

Aqui está 8 motivos para você tornar sua irrigação inteligente e reduzir custos com energia e água.

9 – 15% de ganhos de produtividade

potencialidade do agronegócio

As tecnologias da agricultura digital continuam produzindo mais estatísticas que favorecem a sua adaptação para diversos tipos de plantações, uma delas é a diminuição dos custos, com defensivos, implementos, combustível e mão de obra por meio de rastreamento por GPS aliado de um bom software de gestão.

Um dos números que comprovam a eficácia, é que a produtividade destas tecnologias na indústria de produção de milho, dos Estados Unidos, está em níveis maiores, de 7% a 15%, que foram conseguidos também por otimização dos gastos com fertilizantes e aplicação dos mesmos em áreas mais específicas.

10 – 61% dos produtores disseram que a tecnologia tornou a agricultura mais fácil para eles na última década

dados do produtor rural

Os avanços tecnológicos já vêm sendo inseridos na agricultura há alguns anos, o que faz da agricultura digital um passo a mais, o qual tem os benefícios comprovados pelo fato de que a maioria dos produtores que já utilizam de tecnologias para gerenciamento e produção agrícola, tem visto seus benefícios e seu trabalho bem mais prático e facilitado por estes.

11 – 14% das startups são de gerenciamento de fazendas

agtech no mundo

Os investimentos em startups que possibilitam o gerenciamento de fazendas, isto é: um manejo mais eficiente de ferramentas que detectam as necessidades do solo, as facilidades de irrigação, e todas as características que podem atuar beneficamente na produção agrícola, é relevante no Brasil.

Os produtores agrícolas necessitam de ferramentas mais acessíveis, e processos que os ajudem a entender, para que consigam aplicar as novas tecnologias, fazendo assim que suas fazendas possam obter o máximo de produtividade com a agricultura digital e possam minimizar os danos.

A CBinsights listou as top 100 startups de agtech que estão mudando a agricultura no mundo. 14% são de gerenciamento e gestão.

Dentro as Top 100 mais inovadoras do mundo, temos 3 startups brasileiras: AegroBovcontrol e Strider.

12 – 23% usavam tecnologia de sensores

big data na agricultura

As tecnologias de sensores estão cada vez mais atualizadas e entregam resultados muito mais específicos para os agricultores em relação às necessidades de gerenciamento de plantio.

Segundo um novo estudo realizado pela Rabobank, 23% dos produtores na Austrália utilizam sensores no campo.

A educação dos produtores, entretanto, é essencial para que haja uma conversão dos dados obtidos pelos sensores, para poder auxiliar em uma melhor tomada de decisões e atitudes, que irão otimizar ainda mais o gerenciamento das fazendas e produções.

13 – 49% das startups brasileiras atuam no mercado de soja

senso agtech brasil

agricultura digital possui inúmeros benefícios que podem ser claramente visíveis, dado que, de acordo com o 1º Censo AgTech Startups Brasil, realizado em parceria entre a Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (ESALQ/USP) e o AgTech Garage, mostoru que 49% das startups atuam no mercado de soja.

14 – Startups israelenses criaram 2% do financiamento em 2016

israel e agtech

O crescimento de áreas que não estão sempre na frente dos desenvolvimentos de tecnologia de ponta para a agricultura digital, faz com que o volume de 2% de financiamento conseguido por Israel, note um interesse crescente pela agricultura digital e exemplifique suas vantagens de modo estatístico, o qual vem recebendo investimentos de todo o mundo.

15 – Em 2016, 11% dos investimentos em agtechs foram para softwares de gerenciamento, Sensores e IOT.

agfunder e agtech

O crescimento real em investimentos em tecnologias para desenvolvimento de inovações na agricultura, é mais um exemplo de como a agricultura digital é realmente um nicho de mercado que está em constante expansão e proporciona inúmeros benefícios para os produtores.

Em 2016 11% dos investimentos em startups do agro foram para softwares de análise de dados e tomada de decisão.

Conclusão

Você não precisa ser um especialista do mercado para entender que agricultura digital já é uma realidade no Brasil e no mundo.

Entre 2014 e 2016 cerca de US$ 10 bilhões foram aplicados em soluções digitais, de acordo com dados da Agfunder.

A partir dos investimentos em tecnologia e o aparecimento exponencial de cada vez, mais startups que concentram seus esforços na melhoria das técnicas da agricultura digital, os produtores agrícolas poderão manejar com muito mais facilidade suas plantações, seus materiais, custos e lucros na palma das mãos.

Eae, gostou de conhecer essas 15 estatísticas sobre agricultura digital? Qual destas te impressionou mais? Vou adorar ver seu comentário aqui em abaixo! 🙂

Se você chegou até aqui, quero te pedir 2 Favores 😉

  1. Compartilhe com alguém que irá se beneficiar com estas informações.
  2. Curta e compartilhe esse artigo no LinkedIn e Facebook.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *